Desejo da vez: sapatilha estilo vintage

27 Ago 2014 — por Bárbara Resende

Eu não sou assim louca por sapatos, mas sim por sapatilhas: parece que nunca tenho suficiente! Mas também é o sapato que mais uso durante todo o ano, todo o dia, em diversas ocasiões – lembram do post sobre as flats para roupas de festa? E aí, dia desses enquanto olhava o instagram, descobri uma marca mineira, de Belo Horizonte, que faz sapatos bem artesanais: a Covenant, já conhecem? Fiquei encantada pelas sapatilhas de bico fino com detalhes em tiras de couro. É o meu desejo – forte desejo! – da vez!

living-gazette-barbara-resende-moda-shopping-desejo-da-vez-sapatilha-vintage-covenant

Para deixar a escolha mais difícil, esse modelo (coleção verão 2015) tem em diversas combinações de cores. A marca não tem loja online, mas entrega para todo o Brasil com pedidos via instagram e whats app (modernidade…)

Eu posso ter dezenas de sapatilhas mas é justo essa que anda faltando no meu armário!

Living at week: 24 a 28 agosto

26 Ago 2014 — por Bárbara Resende

Coluna nova por aqui! Há um tempo comecei a pensar em mostrar um pouco mais do meu dia-a-dia, deixando o blog ainda mais pessoal, como era antigamente. Faltava ainda definir o formato e principalmente o nome, mas nada como um bom lampejo de inspiração para resolver isso: apresento a vocês Living @ week, o resumo da minha semana. Essa estreia ainda está meio tímida mas com o tempo vou pegando o jeito! Espero que gostem!

living-gazette-barbara-resende-lifestyle-diario-living-at-week-24-a-28-agosto

• Eu adoro uma palestra mas dificilmente tem alguma interessante na minha cidade (São José dos Campos) por isso não poderia deixar de ir na Design Week do Shopping Colinas que trouxe o Bruno Astuto como palestrante e mediador do tema Moda. Foi ótimo! Além de encontrar algumas amigas e conversar bastante.

• Ah a academia… estava indo 1x ou 2x por semana mas nessa segunda resolvi voltar de vez. Fui na quarta também, quinta fiquei com preguicinha e não fui e deveria ter ido, porque sexta acordei com muita tontura e fiquei de molho em casa…Não dá pra sair do ritmo porque pra voltar depois…

• A reforma da cozinha: o pedreiro só vai poder começar no início de outubro, então fiquei umas duas semanas sem procurar/pesquisar materiais, para a mente repensar tudo que já vi até agora. Mas os armários eu fechei: encontrei um marceneiro que vai fazer no estilo tradicional que eu quero por um valor ótimo!

living-gazette-barbara-resende-lifestyle-diario-decor-living-at-week-24-a-28-agosto

 

A semana teve boas surpresas! Uma foi o livro da Aerin (estou apaixonada por ele!) e outra foi o barril com o logo da Chanel, lindão que chegou! A decoração ganha cada vez mais espaço na minha vida, sem dúvida!

• Meus pais também vieram pra casa na quarta-feira (por 2 dias só) e aí minha irmã e os meus sobrinhos vieram jantar aqui. Na sexta, foi dia de eu buscar eles na escola no final da tarde e ficar com eles até minha irmã voltar de um trabalho em outra cidade

• O sábado foi dia de dar aquela arrumação em casa (sou muito Monica Geller!) pois meu irmão está vindo de Salvador no domingo de manhã passar umas semanas aqui, de férias – e vai me ajudar a definir algumas coisas da obra.

Minha rotina mudou bastante de uns 3, 2 anos pra cá: teve uma época que eu ia muito pra SP (1 a 3 x por semana), sempre estava nos eventos… com o tempo isso foi cansando. Hoje vou a pouquíssimos eventos e esse ano, pasmem, fui a SP acho que 3 vezes apenas (2 eventos e Casa Cor). Eu adoro ficar em casa, sempre gostei e isso colaborou pra essa fase. Mas esse ano tenho trabalhado mais, a reforma em casa também tem me ocupado e espero que ano que vem, eu retome minhas idas a SP, viagens (esse ano cortei isso, o foco é realmente a casa), outra rotina, que agora vocês começam a acompanhar toda semana! Por dias cada vez melhores!

Por dentro do livro Beauty at Home, de Aerin Lauder

22 Ago 2014 — por Bárbara Resende

living-gazette-barbara-resende-decor-livro-beauty-at-home-aerin-lauder

Sou fã confessa de Aerin Lauder: herdeira do império Estée Lauder, ela tem uma elegância, um bom gosto e sutileza que a fizeram conquistar seu lugar, apesar do sobrenome de peso. Aos poucos, ela conquistou seu próprio espaço: Aerin tem uma linha de beleza (maquiagem e fragrância), acessórios e decoração (minha preferida) vendidos online, na loja própria em Southampton e multimarcas, nos EUA, Canadá, Irlanda e Reino Unido. Suas casas (uma em Hamptons, outra em NY e uma em Aspen) e seu escritório são conhecidos pela decoração apurada, com muita estampa e uma elegância ímpar!

Para compilar todo esse estilo de vida, Aerin lançou no final do ano passado seu primeiro livro, Beauty at Home: capa dura, 240 páginas e fotos maravilhosas de todos esses espaços, acompanhadas de textos sobre sua família, estilo e dicas de como faz todo esse design ser tão incrível. Esse é um daqueles livros que se mantêm atemporal, que te inspira a cada folheada, além de ser um belo detalhe na decoração. Fui presenteada com essa maravilha pela querida Marcela Caio, da Theodora Home: todo embalado, com muito papel de seda e laçarote azul claro, meu livro chegou essa semana e foi um dos presentes mais especiais que recebi! E por ser tão incrível, mostro aqui um pouco do que se pode encontrar em suas páginas, cheias de inspiração!

living-gazette-barbara-resende-decor-livro-beauty-at-home-aerin-lauder-capa

O livro tem duas capas: uma de papel, com foto e outra de linho, só com o título. O bom gosto já começa aí!

living-gazette-barbara-resende-decor-livro-beauty-at-home-aerin-lauder-paginas

Destaque na sua linha de decoração, as conchas e corais estão em várias fotos do livro. Há também espaço sobre os quartos de seus filhos (ela tem 2 meninos), então para quem tem criança em casa, tem inspiração para vocês também!

living-gazette-barbara-resende-decor-livro-beauty-at-home-aerin-lauder

O azul e branco ganha destaque no livro: Aerin adora o duo de cores e a decoração de uma de suas casas bem no estilo praia, é repleto da dupla, com muitos materiais naturais. É lindo demais!

O livro é rico em fotos, inclusive de detalhes e cada espaço é simplesmente estonteante! Nunca vi nada igual. É tanto bom gosto e elegância em cada espaço que você se surpreende mais e mais a cada foto, página. Eu já selecionei algumas ideias que vi ali – como os banheiros (são maravilhosos), as peças em azul e branco, o destaque que ela dá para as conchas na decoração, estampas… – para tentar (lá vou eu) incorporar em casa. Meu pai folheou e ficou maravilhado também!

Não espere mais para ter o seu em casa!

O Beauty Home acabou de chegar à Theodora Home e custa R$ 319. Há outras ótimas opções de livros e o próximo da minha lista é o The Big Book of Chic!

Testei: D-Clean, escova de limpeza facial

22 Ago 2014 — por Bárbara Resende

living-gazette-barbara-resende-beleza-resenha-d-clean-plus-escova-facial

Um dos apetrechos de beleza mais desejados dos últimos tempos, a escova de limpeza facial promete limpeza profunda, profissional, em casa, em apenas 1 minuto. Quem não vai querer? Eu estava desejando uma há um tempo – ainda mais depois que minha amiga Thaís comprou a dela e só falou maravilhas – e sem dúvida, é um investimento para a pele. A Sépha Perfumaria muito gentilmente me enviou o D-Clean (obrigada!), uma versão nacional dessas escovas, cuja mais conhecida é a Clarisonic, só vendida no exterior e cara, até mesmo em dólar.

A minha D-Clean Plus é a de tamanho normal (tem a mini) e vem com duas escovas, uma para pele normal, outra para sensível. A ansiedade de usar logo o aparelho teve que aguentar 16 horas para carregar; usando apenas por 1 minuto/dia a carga dura 1 hora ininterrupta. As próximas recargas são de 12 horas.

Mas o que a D-Clean tanto faz?

living-gazette-barbara-resende-beleza-resenha-d-clean-plus-escova-facial-o-que-promete

Com essa lista em mente, fui usar pela primeira vez. Preocupada com o tempo de 1 minuto (são 10 segundos para cada bochecha, 20s para nariz e queixo e outros 20s para testa), me atrapalhei e usei menos. O resultado, portanto, não me surpreendeu: achei que uma boa exfoliação fazia mais. Mas a pele já ficou bem macia depois de hidratar. Usei a noite também e aí comecei a notar melhor a diferença: mais maciez e pele mais limpa. Na terceira vez, me encantei com os resultados: pele bem lisinha, macia, que depois da hidratação fica com uma textura incrível. Vontade de ficar passando a mão o tempo todo! E mais: os cremes aderem melhor – e consequentemente terei melhores resultados – e a maquiagem também! O D-Clean é tão fácil e rápido de usar e você ainda sente o resultado dia após dia, que você não fica com a preguiça de ter aquela rotina com a pele.

living-gazette-barbara-resende-beleza-resenha-d-clean-plus-escova-facial-sepha-perfumaria

O meu aparelho tem 3 velocidades, um dia usei na mais potente, aí é preciso pegar leve na mão, pois a escova vibra 300 vezes por segundo. Aliás, não precisa forçar, apenas encoste na pele e vá fazendo movimentos circulares, com o seu sabonete ou produto de limpeza facial, que pode ser colocado na sua pele ou na escova. Não pode ser usado nos olhos, portanto a maquiagem dessa área deve ser tirada manualmente mesmo.

As escovas devem ser trocadas a cada 3 meses (custam em torno de R$ 35) e para o meu aparelho, de tamanho normal, tem a opção de escova corporal! Me interessei muito por isso!

living-gazette-barbara-resende-beleza-resenha-d-clean-plus-escova-facial-desconto-sepha-perfumaria

Para quem viaja ou prefere o aparelho no tamanho menor, a versão mini é a ideal – e mais barata, além de vir em diversas cores, mas tem uma velocidade (confesso que não faz tanta diferença ter várias velocidades). O carregador de ambos os modelos é bivolt e o aparelho pode ser usado em água corrente (chuveiro por exemplo) mas não pode ser submerso (na banheira por exemplo).

Eu sempre quis o máximo de limpeza na pele e sempre usei exfoliantes (desde os 13 anos!) mas agora com o D-Clean isso pode ser feito diariamente, de um jeito mais rápido e com muito mais potência e eficiência! E os cremes também ganham com essa limpeza, assim como a maquiagem, que fica melhor – tenho usado menos produtos inclusive – e dura mais. Tudo isso com apenas alguns dias de uso! Imaginem os resultados ao longo do tempo?! A limpeza da pele com a D-Clean já virou parte da rotina como escovar os dentes!

Se alguém tiver alguma dúvida, só deixar nos comentários e quem já usa, também quero saber o que acha!

Elementos vintage dão charme a decoração de townhouse

21 Ago 2014 — por Bárbara Resende

Estreita, essa townhouse de pouco mais de 190 m2, tem espaços compactos que ganharam uma decoração charmosa graças aos achados vintage que compõem a decoração, aliados a elementos ora tradicionais, ora mais contemporâneos.

A cartela de cores é bem neutra, com muito cinza, branco, preto e marrom, mas ganha alguns pontos de cor, sutis que dão mais leveza. Adoro como cada espaço fica charmoso, com móveis no tamanho certo, que não bloqueiam a passagem e trazem mais conforto e personalidade.

living-gazette-barbara-resende-decor-tour-apto-pequeno-vintage-sala

Na sala, apesar de estreita – como toda a casa – há vários móveis menores, que se encaixam na metragem e deixa o ambiente mais decorado. Poltronas, pufe, uma otomomana, um sofá pequeno de 2 lugares e um de 3 dão várias opções diferentes para se sentar. Mesas redondas (minhas preferidas) também permitem mais circulação. Muitos armários – brancos, tradicionais – guardam a extensa coleção de livros do casal

living-gazette-barbara-resende-decor-tour-apto-pequeno-vintage-sala-jantar-cozinha

A sala de jantar tem como destaque a tapeçaria na parede. Adorei a mesa e as cadeiras! Já a cozinha é bem simples e compacta, mas tem bastante luminosidade

living-gazette-barbara-resende-decor-tour-apto-pequeno-vintage-quarto

No andar de cima, o amarelo tinge as paredes que acomodam um belo par de poltronas estampadas e um aparador, além da escultura e almofadas de sisal, que dão imponência no corredor. O quarto (meu cômodo preferido!) ganha um toque ousado com a oncinha na roupa de cama. Para manter o ambiente mais calmo, azul marinho, bege, branco e madeira escura. Para as camas box sem cabeceira, uma ideia bem elegante é pendurar uma cortina que emoldura e dá destaque. Aqui, há ainda um espelho náutico no centro, lindo por sinal.

Adoro salas que tem várias opções para sentar e não só um conjunto de sofá, que toma todo o espaço. Fica tão mais charmoso assim! Quero vários desses elementos quando for redecorar minha sala, como o pufe (em capitonê, amo!), poltronas, mesas redondas ou ovaladas… E…o que é esse quarto?! Amei!! Acho que vou desistir de encontrar a cabeceira de cama ideal e partir para essa opção das cortinas viu…E a oncinha… tem que ter oncinha em casa também e não só no armário!